quarta-feira, 18 de março de 2015

Segue em frente

Tornou-se vaga lembrança a doce e breve rotina. gostava demais do cheiro que deixava pela casa. Sente saudade de tanta coisa. E sente tanto medo também. Já não sabe mais muita coisa, mas uma causa dor profunda: perdeu a sensação de adormecer em seus braços depois do amor. Não conhece mais uma das sensações mais gostosas e revitalizadoras da vida.
Na hora de dormir faz uma prece. Mesmo com dor agradece a Deus. Aprendeu que em tudo deve dar graças. Sorri. Vira de lado. Fecha os olhos. Se encolhe. Busca na lembrança que dista, cada dia mais, a sensação do abraço que acolhia e passava segurança. Adormece. No dia seguinte se descobre só. Levanta. Ergue a fronte. Segue em frente e enfrenta o que vem pela frente.