domingo, 19 de agosto de 2012

Retalhos em construção


Doce liberdade que leva
Doce prisão que traz de volta
Solto, indomável, tênue, volátil...

Aroma que deixas pela casa
Aroma que traz lembranças
Lindas, embaraçosas, priscas, amarelas...

Retalhos costurados na vida
Retalhos deixados pelo chão
Seda, chita, malha, algodão...


Porta que se tranca ao sair
Porta que se abre quando chega
Madeira, alumínio, ferro, pele...

Ilusão que faz sonhar
Ilusão que finca o pé no chão
Intenso, extenso, prazeroso, vastidão...

Abrigo que te permite sair
Abrigo que te permite regressar
Corpo, alma, cabeça, coração...

*******

A cada passo uma história a ser contada... trechos da nossa vida, construída com retalhos de cada sensação, cada experiência... Somos retalhos em construção!