quinta-feira, 11 de novembro de 2010

João Pedro - 10 anos

João Pedro de Andrade Miranda - 10 anos





*******
Hoje uma das razões máximas da minha existência completa uma década de vida. É difícil expressar em palavras exatas o que é sentir um amor tão vasto e imprudente, que não tem medida, começo ou fim. É pura e simplesmente amor. Esse é o amor para a vida toda. Com o nascimento do meu João Pedro fui remetida a um sentimento que posso afirmar, com segurança, só as mães sentem. É o amor mais primeiro, mas profundo que um ser humano é capaz de sentir. Apesar de não se poder medir com exatidão a gente sabe, as mães sabem que é o tipo de amor que só cresce, apesar de não ter sido menor no dia anterior.

Me orgulho de ser mãe de um menino tão cheio de qualidades como o João Pedro. Tenho orgulho de tê-lo como filho. Nele me encontro, me renovo e me descubro mãe! Quero ser e ter sempre para ele e para a irmã o conforto e a segurança que só se encontra no colo de mãe.