quinta-feira, 20 de maio de 2010

"Volta para o pão, carne maluca!!!


De acordo com o dicionário Houssais de língua portuguesa, loucura pode ser definida como: “distúrbio ou alteração mental caracterizada pelo afastamento mais ou menos prolongado do indivíduo de seus métodos habituais de pensar, sentir e agir”.


*******


A loucura e a sanidade são separadas por uma linha imaginária, poderia dizer – como costumam falar os psicólogos – uma linha tênue. No entanto, é tão possível conhecer loucos com mais humanidade que uma pessoa considerada sã... Mas voltemos a tal linha! Se tal linha é ultrapassada – e tanto faz se é mais para um lado ou para o outro – faz as pessoas fugirem dos “métodos habituais”.

Para Freud: “A psicanálise rompeu também com os campos da medicina e da psiquiatria ao conceder à loucura o estatuto de verdade, considerando-a como portadora de sentido e não como uma anomalia na estrutura do corpo, sobre a qual a palavra não possuía qualquer poder revelador...”.

Então, a loucura tem verdade! Mas a verdade dos loucos, que em sua maioria, foram identificados na história como verdadeiros gênios. E a sanidade também tem a sua verdade, mas não tem destaque.

Só sei que continuo a minha vida... sem saber exatamente que lado da linha eu estou!

Então, só me resta dizer: “Volta para o pão, carne maluca!!!”